sexta-feira, 19 de junho de 2015

Coming Down / Leaving Up with Justine Never Knew The Rules - Track by Track



Não há muito tempo atrás, mais precisamente em fevereiro deste ano o Justine Never Knew The Rules ou JNKTR passou pelas páginas do TBTCI em uma entrevista para deixar claríssimo toda e qualquer intenção da banda, leia aqui caso você ainda não saiba do que se trata.

Mas para você iniciado o JNKTR já é uma realidade bem clara, ao lado de gente como Loomer, Sorry Shop, Travelling Wave e The Us, os caras são o que de melhor há no que se diz respeito a guitarras, delays, reverbs, sim o shoegazer com traços psicodélicos do JNKTR se alimenta de referências lógicas, mas que servem de combustível para os caras firmarem-se em sua própria sonoridade, mezzo velvetiana mezzo mybloodyvalentiana, não importa, o JNKTR não deve absolutamente nada ao que é feito atualmente na gringa, e agora então com o lançamento do single Coming Down/Leaving Up as coisas parecem ter amadurecido absurdamente para a banda.

Sem perder a deixa o TBTCI pediu a Maurício Barros um relato sobre cada uma das faixas, pois nada melhor do que um dos mentores explicitar a obra.

Ah, detalhe, sábado tem JNKTR no Palco Razzmatazz e eu se fosse você não perderia.


Track by Track por Maurício Barros - JNKTR

Coming Down
Em relação a música: Gostamos muito da sonoridade que conseguimos chegar em algumas músicas do EP que lançamos no ano passado. Músicas na linha de “When You Least Expect It”. Sempre que eu pegava na guitarra em casa procurava fazer algo no estilo porém um pouco mais elaborado, com mais detalhes. Nessa época estava ouvindo bastante Fleeting Joys, Astrobrite e My Bloody Valentine (claro!). Fiz a estrutura básica e levei no ensaio para trabalharmos nela. Conseguimos fechar a ideia bem rápido...em dois ensaios estava pronta. Em relação a letra: Um dia estava numa festa e tocou Coming Down do Primal Scream. Dai um amigo me perguntou se eu sabia o que a gíria inglesa “come down” significava. Em poucas palavras, é uma “ressaca de drogas (ilícitas)”. Enquanto ele me explicava, fiquei imaginando que daria uma letra bem legal narrar de forma subjetiva os estágios de uma noite de exageros: a vontade de sair, o pico do êxtase e o “aftermath”, a ressaca. A letra é basicamente isso, explorei esses três estágios necessários para o “come down” e sincronizei com a intensidade e desenvolvimento da música.


Leaving Up
Essa foi uma ideia que surgiu durante a produção do clipe de Coming Down. O clipe foi feito pelo Bruno Fontes (baixista da JNKTR). Em umas das noites de edição, ele puxou ao contrário a timeline do programa que estávamos usando para fazer o clipe e gostamos da forma que soou. No dia seguinte fomos ao estúdio, recortamos uma parte da master de Coming Down e o Marcel (guitarrista da JNKTR e responsável pelas gravações) fez o reverse dela. A Leaving Up é isso. Coming down ao contrário. Inclusive o nome é uma alusão ao nome do single (“Leaving” = antônimo de “Coming” e “Up” = antônimo de “Down”).

https://justineneverknewtherules.bandcamp.com/album/coming-down
https://www.facebook.com/JustineNeverKnewTheRules

Nenhum comentário: