sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Magical Spring with Everness


Ouvir Everness é sentir aquele climão sessentista com roupagem indie rock, e fortes doses de guitarras melodicas, vendo toda a caracteristica do som é impossivel não lembrar da obra maxima desta sonoridade que atende pelo nome de Carnival of Light do seminal Ride, dai a evidência e principalmente a reverência que os caras do Everness fazem ao Ride, tanto no primeiro EP que você pode conferir aqui nos colegas e agora no recente Everness 2nd EP, que mantém o nivel do primeiro EP e encharca definitivamente a psicodelia melodica de Byrds, Kinks, Statos Quo e desce a guitarreira indie rock sob o nome de Eating Our Dust, que deixara Andy Bell e Mark Gardener com sorrisos de ponta a ponta, dai vem High, vocalização rideana/byrdiana no limite melodicamente perfeita, na sequencia a sugestiva Barret com um riff altamente grudento e mais guitarras permeiam esta gema indie psicodelica com ecos fortissimos do saudoso Church, para fechar Learning to Run muda o jeitão 60´s e da velocidade e o lado shoegazer do Everness vem a tona com uma pegada a´la Swervedriver, sensacional.


Dai fica a impressão do seguinte, os californianos Eric, Joe, John & Reed já estão prontinhos para debutar com o album cheio, que venha o Carnival of Light do 00´s.

Um comentário:

Miguel disse...

Aê Renato!!! Valeu mesmo!!!