sábado, 8 de agosto de 2009

White Music for Black People by Apollo Heights


No inicio da era shoegazer, uma banda despontou como um fecha escura e colocou no mercado um album pouco, mas muito pouco conhecido com um nome que o define muito claramente Afrodisiac, o nome da banda The Veldt, um clássico instantaneo chamado Soul in a Jar, uma canção para se colocar lado a lado com Pearl do Chapterhouse ou Celeste do Telescopes, mas o mundo musical é cruel e a banda culminou e sucumbiu no anominato. Depois de longos anos os irmão Danny and Daniel Chavis retornam a ativa e das cinzas surgem com um novo projeto intitulado Apollo Heights, novamente a flecha escura esta de volta, e os caras são de NY onde hoje tudo acontece, só que temos um detalhe que dá todo o charme para a banda, os caras são negros, a grande maioria descendentes de africanos mesmo, e dai a impresa tascou o seguinte Afrogaze, nome propicio a meu ver, para um som impressionante, negros empunhando suas fenders jaguar com um suingue a´la Al Green e dissonantes camadas de guitarras no mais perfeito mix MBV, para a alegria de Kevin & Bilinda, o Apollo Heights tem aberto shows do TV on Radio e feito muito barulho por onde tem passado ainda mais após o lançamento do debut White Music for Black People nome provocativo e conceitual, para um album poderoso, quanto mais se escuta, mais se surpreende com a sonoridade, um pout pourri de Cocteau Twins, A.R. Kane, MBV, David Bowie fase Young Americans, The Veldt (prometo que falo sobre eles e a obra Afrodisiac brevemente), e lá no fim do album uma surpresa que choca, mas choca mesmo, uma cover version arrasadora de Christine, clássico imortal do House of Love, só ouvindo para chegar a alguma conclusão, mas o album não é somente a cover, temos um liquidificador em erupção, Winter in the Summertime dá as boas vindas com uma massa sonora envolta a um vocal suingado que de cara já chama atenção para algo que os ouvidos não estão acostumados a ouvir, dai é uma paulada atrás da outra Shallow by Shallow e Disco Lights para ter saido de algum album do Bowie só que com uma roupagem shoegazer estupenda, outros pontos altissimos são as delicadas Everlasting Gobbstopper e Black and Blue com delicadas texturas chegando proximo de A.R. Kane e Cocteau Twins, alias Robin Gutherie produziu o primeirdo ep do Apollo Heights, dai as conexões ficam mais claras, eu particularmente creio que certamente alguns mais puritanos devem torcer o nariz para a excentricidade dos caras, mas o afrogaze do Apollo Heights grita, berra e exala criativade e elegância em um album acima da média, pode ter certeza, White Music for Black People é indispensavel em qualquer discoteca shoegazer que se preze.
Apollo Heights - White Music for Black People - http://www.mediafire.com/?4dj1nwrddng

Nenhum comentário: