domingo, 21 de fevereiro de 2010

Barbeb Wire Kisses with Colour


Psicodelismo com cara de shoegazer, imerso a delays, fuzz e distortions, a receita do wall of sound é aplicada de cabo a rabo no debut homonino e inspiradissimo dos americanos do Colour, sob comando de David Echo, fã ardoroso dos irmãos Reid, que obviamnte é a referencia central do album mas desde a abertura com a psicodelica e viajante Sunset Slides até o final eloquente em The Fading, o passeio do Colour pega carona em Ride, fase Nowhere, Telescopes, fase psicodelica, Spectrum, Spiritualized e todas as veias viajantes da familia shoegazer e indie, de longe ainda pode se notar uma certa veia pos punk a´la Cure, mas bem de leve.

Recomendadissimo também os dois outros albuns The Dark Year e Heaven, é dificil de achar, mas se tiver uma grana e afim de investir em grandes sons, não pense duas vezes, Colour preenchera facil facil a lacuna psicodelica shoegazer de orfãos como eu.

Nenhum comentário: