segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Pearl with Travelling Wave - An Interview


Não somente uma entrevista no TBTCI, mas uma verdadeira premiere, com extrema honra o TBTCI em primeira mão exibe o novíssimo, e diga-se de passagem maravilha clip da Travelling Wave a faixa de abertura do majestoso T-Wave To Your Face.

Diretamente de Piracicaba para o mundo do shoegazer, noise, psych moderno, o duo T. Altafini (guitarra e voz) e C. Alleoni (synth e voz) jogou ao mundo via bandcamp, link lá no final da entrevista uma preciosidade ainda pouco digerida por aqui, eu digo por aqui em se tratando de Brasil, pois lá fora, já deram entrevistas, já foram mencionados em tudo que é canto, e aqui o merecido destaque não veio, o que chega a ser um absurdo, principalmente porque T-Wave é magistral, ecos de Cranes, MBV, J&MC, pra ficar nos óbvios é evidente, todavia a roupagem atual é mais notória ainda, digo que o Travelling Wave esta no mesmo nível de gente como Underground Youth, KVB, e outros grandes do submundo dos bons sons.

Evidentemente que  Travelling Wave virou predileto do TBTCI, e certamente vai virar seu também, não mais perca cada passo deles, e em breve, muito breve eles podem estar frente a frente com vocês.....



***** Interview with Travelling Wave *****



Q. Como surgiu o TW? Conte-nos a história
Nosso projeto anterior chamava-se Totem Provoc e vivemos coisas legais com essa banda, vários shows, lançamos um video na MTV Brasil e fizemos uma mini-tour de 3 apresentações em Bs As, Argentina.

Essa banda acabou mas continuamos produzindo, é algo muito natural pra nós e faz parte da nossa vida. Além disso moramos no interior de SP, aqui não tem muita coisa pra fazer, aí fazemos música…

Então, quando já tínhamos um bom número de canções novas, resolvemos criar esse novo projeto Travelling Wave, que até então era virtual mas nesse exato momento está se tranformando em real.

Por enquanto somos um duo, T. Altafini (guitarra e voz) e C. Alleoni (synth e voz).

Sinceramente, o que torna essas canções possivelmente interessantes é a despretensão. Foram criadas por puro divertimento e sem nenhum tipo de pressão ou expectativa.

Q. Quais as influencias?
Syd Barrett/Pink Floyd, Black Sabbath, The Rolling Stones, Jesus And Mary Chain, Flaming Lips, The Velvet Underground, Sonic Youth, Black Rebel Motorcycle Club, Radiohead, TV On The Radio, A Place to Bury Strangers, The Brian Jonestown Massacre, The KVB, Moon Duo, Ty Segall, The Underground Youth …


Q. Como vocês definem a sonoridade da banda?
Esse projeto tem encontrado espaço junto a um público ligado a gêneros do noiserock como shoegaze, dreampop, neo-psychedelic. Adoramos esses estilos e ouvimos muito isso, mas não fazemos música pensando em soar como as bandas desse estilo ou de outro. Também gostamos de blues, stoner rock, folk, metal, electronica, e por aí vai….

Q. Como é o processo de composição e gravação?
Gravamos e editamos em casa, nosso material tem uma sonoridade assumidamente Lo-Fi e a divulgação é totalmente independente. Mas procuramos um selo que nos ajude a promover o projeto.

Valorizamos nessas produções o acaso, o improviso e o take one. É como se fosse um filme-documentário, temos um plano de ação mas não um roteiro.


Q. Como é a sensação de tocar ao vivo?
Uma vez o Mike Cormier do The Volta Sound disse algo sobre isso, aqui mesmo nesse blog: “So I feel that playing live music is one of the few true UFO mysteries we can witness”. Pelo que já experimentamos anteriormente, podemos dizer que é realmente essa coisa meio mágica.

A idéia é que em nossa performance sejamos um duo. As vezes temos vontade de incorporar um baterista no lugar dos beats, pra ter mais punch, pausas e variações ao vivo, seria ótimo!

Q. Se voces fossem gravar uma cover, qual seria?
Neste momento seria Delirium ou Dystopia, do The Underground Youth. Ou então uma versão elétrica para Sleeper do Ty Segall.


Q. Quais os planos para o futuro?
Nosso maior objetivo é viajar com esse projeto, o mais longe possível. Terminar e lançar algumas tracks que já temos em pré-produção, escrever novas músicas, videos, etc.

Q. Alguma mensagem para o mundo?
Bem, já que o colapso, a barbárie e o caos são iminentes, vamos nos divertir por enquanto. Como diria o Dr. Timothy Leary: “Turn on, tune in, drop out”.
*
*
*
Obrigado

http://travellingwave.bandcamp.com/
https://www.facebook.com/travelling.wave?ref=ts&fref=ts

Nenhum comentário: