sexta-feira, 4 de maio de 2012

Whatever´s Cool With Me with Looking For Jenny


Looking for Jenny é velho conhecido do TBTCI vide o primeiro ep totalmente retratado aqui, e desde então  Thiago e sua gangue freak tem estilhaçado os timpanos das vitimas durantes os shows da Looking for Jenny, e para minha, sua, nossa felicidade a banda volta a atacar mais extenuante do que Random Walk o novissimo EP Monkey Rudiment já chega com ares 90´s e clássicos, musica feita por quem é fã de música para fãs de música, e veja só não é pouca coisa. O aparentemente desconhecimento por parte do meio musical é mera coincidência mesmo porque Thiago e toda a Looking for Jenny estão interessados na esbórnia sonora, no esporro das guitarras e naquele jeitão lo-fi que faz a alegria do TBTCI.

E como de praxe, o TBTCI pediu a Thiago fazer um track by track especial para gente, agora é so deliciar-se com as histórias por vezes nonsense por vezes mais normal do que se imagina, então é isso aí Looking for Jenny pelo mentor do negócio todo.

Monkey Rudiments - Track by Track por Thiago Werlang

What You Said
O parto do primeiro EP, Random Walk, foi rápido e indolor. As músicas foram feitas em poucas semanas e as gravações levaram apenas alguns dias. Com o novo EP ocorreu o oposto. Demoramos para chegar nas versões finais e principalmente conseguir grava-las do jeito que queríamos. As influências sonoras continuam as mesmas e não há grandes mudanças com relação ao disco anterior, embora as músicas estejam melhor trabalhadas.

"What You Said" foi escolhida para abrir o disco pois ela representa bem a sonoridade do EP e o lento processo de gravação. Sempre que escutava a música eu queria mudar uma coisa ou outra, aumentar as guitarras, regravar a voz. Como consequência disso, a versão do EP está um pouco diferente daquela lançada como single em Dezembro. 

 Peaceful Sleep
A primeira música feita após o Random Walk, mas a última música a ser gravada. A primeira versão da bateria foi gravada em um estúdio, mas nós não ficamos animados com o resultado. Na ocasião o dono do estúdio encanou com uma "virada de bateria" pois, segundo ele, estava fora da "convenção do rudimento". Uma tecnicalidade desconhecida por nós. Porém, gostamos da "virada", tanto que ela permaneceu intacta na gravação caseira da bateria. Perdemos uma grana ao descartar a bateria, mas pelo menos ganhamos um belo nome para o EP: "Monkey Rudiments". As guitarras dessa música marcam a minha tímida incursão no uso de acordes com alavanca. Pretendo aprimorar a minha técnica rasteira com o passar do tempo.

New Building
Eu moro em São Carlos-SP mas passo uma boa parte do ano em Cuiabá-MT. Assim como aconteceu com "Squeezed Light" (do primeiro EP), comecei a compor a "New Building" em Cuiabá, influenciado pelo Built to Spill. Sempre gostei da levada de bateria de "Israel's Song" e dos riffs de guitarra de "Distopian Dream Girl". Eu gostaria de fazer uma música com essa pegada. Se consegui, não sei. O que posso dizer é que essa é a melhor linha de bateria do EP. 

A letra foi escrita em Outubro, como resultado de uma experiência mal sucedida. Um médico havia receitado um remédio para controlar a ansiedade e, segundo ele, eu precisaria tomar apenas metade da dosagem mínima. Seria algo tranquilo, sem nenhum efeito colateral. Tomei o primeiro comprimido e fui dormir. Acordei com uma taquicardia safada e uma puta dor no estômago. Meu braço direito tava gelado, eu respirava com dificuldade, achei que fosse ter um ataque cardíaco...hehehe. No dia seguinte escrevi a letra ao som de "Sister" do Sonic Youth e do tema de abertura da novela "Tieta", cantada exaustivamente pelo meu vizinho. 

Car Crash / Just Like You
Com relação as letras das músicas, existe um tema comum a todas elas: a ansiedade. "Car crash" e "Just like You" foram baseadas em uma reportagem sobre o assunto. Nela, uma mulher narra a experiência de ter se livrado da ansiedade após sofrer um acidente de carro (que a deixou paraplégica). "Car Crash" esteve presente no nosso primeiro show mas a versão final está diferente. "Just like You" ainda é uma incógnita para mim. Gosto da melodia, das guitarras, mas vou precisar de alguns meses para ter uma opinião melhor sobre ela. 

Is it a Photon in my Hair?
Essa música é inspirada numa história interessante. Uma colega de doutorado (em Física) me contou sobre o dia em que foi ao cabeleireiro e teve seu cabelo submetido a um feixe de luz. Ela questionou o cabeleireiro sobre o procedimento e ele disse que estava usando fótons (partículas da luz) para melhorar a condição do cabelo. Bem, isso gerou uma conversa sobre diversos tratamentos bizarros baseados na Física Quântica como, por exemplo, a "Cura Quântica". Depois dessa conversa comecei a escrever uma música sobre o assunto e assim surgiu "Is it a Photon in my Hair?". Quanto a sonoridade, a única exigência era deixar a música rápida. Além disso, o final da música é uma referência as gravações do primeiro EP, pois usei apenas meu velho microfone de computador para registar tudo.

Looking For Jenny

Nenhum comentário: