domingo, 20 de fevereiro de 2011

"I know that angels come from time to time..." by Ride


Só um aviso antes de começar, isto aqui é algo de fã, mas fã completo, devoto e que jamais, digo jamais deixara de lado a comoção de ouvir Polar Bear, Seagull, Leave them all behind, Dreams Burn Down, Chelsea Girl, Vapour Trail dentre inumeras outras...vou ser bem sincero fazia tempo que não pegava minha coleção para ouvir, porque assim, modestia a parte este que vos escreve tem tudo de Ride, tudo, singles, eps, albuns, coletaneas, bootlegs e o que vier pela frente....e de repente sem a menor explicação, veio Going Blank Again que esta no carro depois Nowhere que esta no carro também, Overdrive que ouvi aqui onde estou mesmo, depois Tarantula, uns singles e Carnival of Light, que confesso, a primeira vez que ouvi fiquei chocado, mas chocado mesmo, pensei comigo mas que porra eles estão fazendo, porque eles querem ser o Teenage???Nossa parece Byrds???Meu deus onde esta o barulho.....e coisas do tipo, mas depois da segunda ou terceira audição a tal Magical Spring me dominou e tudo fez sentido, como pode uma banda ir de Nowhere a Carnival of Light sem perder a identidade, como pode????? Bem o Ride pode, Andy Bell, Mark Gardener, Laurence "Loz" Colbert e Steve Queralt decretaram com a obra prima Carnival of Light o fim do shoegazer e o inicio do brit pop, alguém duvida!!?!?!?!? Se duvidam, por favor, vão ouvir 1000 Miles, Natural Grace ou se preferirem vão direto a How Does It Feel to Feel? e respondam se os Irmão Gallagher não se apropriaram desta musica para criar o seu famigerado album de estreia.

From Time to Time, I Don´t Know Where It Comes From, Magical Spring ou Birdman resumem bem o quão algumas parceiras são perfeitas Gardener / Bell neste caso eram a perfeição, vocalização mais do que sublime, riffs, melodias, letras enfim Oxford definitivamente pode se vangloriar para todo sempre porque muito além de Thom Yorke e seu Radiohead a cidade nos brindou com algo muito mais sublime e eterno.....nenhuma outra banda na epoca que realmente eu descobri a musica tinha tantos fãns devotos que ostentavam em suas camisetas as capas do Nowhere, Going Blank Again o ep Today Forecer ou qualquer outra imagem deles, por estas e outras eu digo Ride é a maior banda dos anos 90 que me desculpe o Sr, Cobain mas eu jamais deixarei minha idolatria por eles.

Ah, se você caso não tenho ouvido o Carnival of Light corra no Amor Louco, blog barsa da musica alternatica dos amigos Tadeu e Miguel e escute ok.

Nenhum comentário: